Onde e como nasceu a ASSA ABLOY Solutions

/global/scaled/5116x2228x0x407x1000x435/Local-assaabloyES-especificacion-DE DONDE NACE ASSA ABLOY INGENIERIA DE ACCESOS.jpg

A ASSA ABLOY Solutions nasceu em 1986, em Madrid. Designada como Idasa na época, era uma empresa 100% autónoma e financiada pela TESA. Os principais objectivos desta empresa eram o desenvolvimento de ambos os canais orientados a hotelaria e equipamentos eletrónicos, bem como à fácil integração de sistemas de chave mestra em PLANOS DE FECHO.

Graças a contatos com vários Arquitetos e Projetistas e a clara ambição de encontrar um método que nos ajudasse a melhorar a especificação dos produtos TESA, da Idasa nasceu o conceito 'Produto / Serviço’ concretizado no PLANO DE FECHO.

Em 1991 a TESA decidiu integrar Idasa como uma divisão de engenharia, cessando, portanto, as suas atividades como empresa autónoma. Isso mostra claramente como TESA foi orientada para a integração de um grupo de peritos com a sua equipe já existente, o que permitiu a esta última adquirir o conhecimento já desenvolvido pela Idasa. Os objetivos foram focados na introdução do PLANO DE FECHO como elemento chave na seleção dos acessórios mais adequados para cada solução.

A gestão de Projetos e Obras é realizada pela TESA, desde 1993, através de EDOs (Expendientes de Obra, 'Arquivos do projeto'). Graças a estes, rede de vendas da ASSA ABLOY é capaz de gerir as suas relações com os Arquitetos, bem como todo o projecto.

Uma mudança importante ocorreu em 1999, quando foi decidido que a Idasa deveria ter a sua própria rede de gestão de projetos, criando, assim, verdadeiros especialistas na área.

Outra alteração importante ocorreu em 2014, quando as equipes de projeto e especificação ganharam autonomia em várias regiões contando sempre com o apoio da equipe central e seus conhecimentos.

Hoje em dia ASSA ABLOY Solutions está focada em especificando produtos ASSA ABLOY, incluindo-os no PLANO DE FECHO. O seguimento dos projetos também é realizado a fim de evitar a inclusão de produtos não certificados, ou produtos que não atendam as normas vigentes. Este é o resultado de uma colaboração estreita entre o departamento de especificação e a rede comercial.